Cidade de Altamira a beira do colapso

07/04/2013 às 18:09 | Publicado em Movimento médico, sindmepa, Waldir Cardoso | 3 Comentários
Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

AltamiraEsta semana estive no município de Altamira, sudoeste do Pará, dando continuidade aos trabalhos de interiorização do SINDMEPA aprovado no Planejamento Estratégico. Fui recebido pelo nosso delegado sindical no município Eduardo Bezerra dos Anjos. Destaco alguns pontos da visita.

         Visitamos o hospital municipal São Rafael que, com a mudança de governo municipal, esta sob a direção da administradora Cátia Luciano. É o pronto socorro da cidade. A Norte Energia doou vários equipamentos para o hospital e está repassando cerca de R$ 200.000,00 para o custeio da unidade, todos os meses. Com a verba e os equipamentos a direção colocou em funcionamento mais uma sala de cirurgia, contratou mais médicos ampliando os atendimentos de Emergência. Dos médicos ficam na sala de emergência e cirurgias traumato-ortopédicas passaram a ser realizadas no hospital. Há boa colaboração entre as equipes médicas e o Hospital Regional facilitando a transferência de pacientes após estabilização, quando há necessidade. Em termos de remuneração há defasagem nos valores pagos, particularmente, aos quatro anestesistas contratados. Estes ainda sofrem com a sobrecarga de trabalho. Contratados para atuar nas cirurgias de emergência estão também dando cobertura nas intervenções eletivas. O hospital não estava superlotado. Nem a emergência abarrotada. O auditório do hospital está foi desativado na administração anterior para ser transformado em UPA (?) liberando a estrutura da Unidade do Mutirão para a Norte construir um hospital. A mudança não foi efetivada e o uso do auditório, perdido. Os médicos tem um contrato assinado, mas não tem carteira de trabalho regularizada. Não tem férias ou outros benefícios sociais. DSC04271

         Estivemos na UPA do mutirão localizada em bairro afastado, servido por ruas sinuosas, não asfaltadas e de difícil acesso por carro. A estrutura é grande. Largos corredores com pouca iluminação, paredes com infiltração e poucos equipamentos e servidores. Aspecto de abandono. Apesar disso o único médico de plantão nos informou que faz uma média de 50 atendimentos por turno. Não tem ambulância própria. Havia apenas dois pacientes em observação. O aparelho de RX está funcionando e o pequeno laboratório faz exames básicos. A Unidade está, claramente, subutilizada.

         No mesmo prédio funciona o Instituto Médico Legal de Altamira. Apesar de antigo, é uma construção sólida, com salas amplas e largos corredores. Existem apenas quatro médicos legistas atendendo na unidade. Apenas uma sala está em funcionamento para a administração, guarda de materiais apreendidos e exames de corpo de delito. Quando um exame tem que ser feito os servidores administrativos saem da sala para que os médicos tenham privacidade no seu trabalho. Existe, em toda a unidade, apenas um computador em funcionamento e que é, naturalmente, compartilhado por todos. Há uma sala reservada apenas para exames sexológicos. Sala de necropsia com apenas uma mesa de exames, mal iluminada e com poucos equipamentos de trabalho. Não vi raio X. Não há laboratório para a criminalística.

                  Na Assembleia Geral realizada no auditório da Delegacia do Conselho Regional de Medicina compareceram 10 médicos. Um número razoável, considerando que a cidade tem 79 médicos registrados no CRM. Foram discutidos os impactos da usina na atenção à saúde do município, condições de trabalho e a luta pela Carreira. Esclareci dúvidas sobre a Carreira Estadual de base municipal e sobre o direito de greve. Discorri sobre a importância do fortalecimento do Sindicato, as vantagens de ser associado e os serviços da entidade. Um colega perguntou o porquê de municípios se recusarem a contratar médicos como pessoa jurídica. Expliquei a ilegalidade desta forma de contratação e os prejuízos em termos de direitos sociais. Médico denunciou que a nova administração do município de Brasil Novo não pagou os proventos correspondentes ao mês de dezembro a quatro médicos do Saúde da Família. Pedi que enviassem cópia dos documentos para tomarmos providências. Um colega informou que o Consórcio Belo Monte precisa contratar de 10 médicos (1 médico do Trabalho e 10 Clínicos).

DSC04273Também visitei o Hospital Regional Público da Transamazônica e fomos recebidos pelo Secretário Municipal de Saúde, Waldecir Maia. Fomos duas vezes ao Ministério Público, mas não encontramos promotores na cidade.

Altamira foi invadida por mais de 15.000 trabalhadores para a construção da Usina de Belo Monte. Mais 15.000 trabalhadores são esperados para Belo Monte e 7.000 de uma mineradora canadense que vai explorar jazida de ouro descoberta, recentemente. O custo de vida subiu de forma estratosférica. Da alimentação aos alugueis. A cidade, antes pacata, está coalhada de carros e motos. Há epidemia de trauma por acidentes. Nenhuma infraestrutura urbana foi providenciada. O sistema de saúde opera no limite de sua capacidade. As duas unidades hospitalares prometidas pelo governo federal continuam sendo promessas. Ao Secretário Municipal de Saúde, em nome do SINDMEPA, coloquei nossa entidade a disposição na luta por mais recursos para a cidade e para a região. Entendo que a situação é preocupante. A construção de Belo Monte será importante fonte de energia para o desenvolvimento do país. Mas está a produzir efeitos devastadores, não só para as tribos indígenas, mas também para toda a população altamirense.

Programa Saúde Alerta é dedicado ao Hemopa

06/03/2013 às 0:33 | Publicado em Saúde, sindmepa | Deixe um comentário
Tags: , , , , , , , ,

Saúde AlertaDesde meados de 2012 o Sindicato dos Médicos do Pará (SINDMEPA) mantém um programa em TV aberta denominado “Saúde Alerta”. O programa é uma estratégia de fortalecimento da imagem institucional da entidade e da categoria. É voltado para o público em geral e aborda temas de interesse público.

Já tivemos programas sobre medicamentos genéricos, Doenças Sexualmente Transmissíveis, suplementos alimentares, dietas, violência, drogas, doenças cardíacas, saúde da criança, saúde da mulher, Emergência (SAMU), crise na saúde suplementar e muitos outros.

O programa vai ao ar na TV RBA (afiliada da BAND), canal 13, todos os sábados às 10h00. Na semana passada o programa foi dedicado ao Hemocentro do Pará (HEMOPA). Mostramos como funciona e a importância da doação de sangue para salvar vidas. O programa tem 10 minutos e pode ser assistido   AQUI.Sindmepa 2

A Diretoria Colegiada do Sindicatos dos Médicos do Pará está orgulhosa da iniciativa. É uma demonstração de compromisso dos médicos com a saúde pública e uma ousadia em termos institucionais. Pessoalmente, não conheço outra entidade médica que tenha um programa regular em TV aberta (tomara que exista). Nossa experiência recomenda que outras organizações médicas sigam este caminho. Os médicos tem compromisso social e lutam para que a população tenha atendimento médico de qualidade. Usar a TV aberta para manifestar isso é uma atitude importante para firmar positivamente a imagem da categoria junto à sociedade.

Assista outros programas do Saúde Alerta que estão hospedados no VIMEO.

                                                                                                         

Idesma tem 15 dias para pagar médicos do Metropolitano

22/02/2013 às 8:24 | Publicado em sindmepa | Deixe um comentário

idesmaA Justiça do Trabalho fixou um prazo de 15 dias para o Idesma depositar na secretaria da 12ª Vara do Trabalho de Belém as rescisões contratuais pagas e não pagas, referentes aos 135 médicos do Metropolitano que tiveram seus contratos encerrados com a empresa no final do ano passado. A juíza Melina Carneiro também oficiou o governo do Estado, representado na audiência pela procuradora Adriana Sizo, a se manifestar sobre o caso no mesmo prazo.

A primeira audiência de conciliação aconteceu na tarde de ontem, no prédio do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), com a presença de representantes do Idesma e do Sindmepa, que entrou com ação cautelar contra a empresa pelo não pagamento e atraso nas rescisões contratuais.

Durante a audiência, a empresa informou que 55 médicos já tiveram rescisão pagas e homologadas; outras 14 rescisões foram pagas, mas não homologadas e estão pendentes de pagamento 44 rescisões.

O diretor do Sindmepa, João Gouveia, informou que a empresa alegou que o restante das rescisões não foram pagas porque o governo do Estado ficou devendo à empresa. A juíza trabalhista estabeleceu um prazo de 15 dias pro Idesma apresentar a documentação sobre as pendências, sob pena de multa de R$ 10 mil e busca e apreensão de documentos. A justiça também oficiou o governo do Estado a se manifestar.

Sobre a retenção de carteiras de trabalho dos médicos (CTPS) o Idesma argumentou que ficaram na empresa porque os respectivos donos não foram apanhá-las. O Sindmepa está convocando esses profissionais a comparecerem ao Idesma para apanhar suas carteiras de trabalho. A sede do Idesma fica na rua Senador Manoel Barata, 718 – sala- 302. Edifício Infante de Sagres. Campina (Fone: 3225-2048).

Fonte: SINDMEPA               

SINDMEPA lança campanha de sindicalização

20/02/2013 às 11:35 | Publicado em sindmepa, Waldir Cardoso | Deixe um comentário
Tags: , , , ,

CampanhaO Sindicato dos Médicos do Pará acaba de deslanchar a campanha de filiação de novos associados 2013. Cerca de 30 outdoors já estão distribuídos em pontos estratégicos da cidade, a fim de chamar a atenção dos médicos para a necessidade de sindicalização. A campanha publicitária inclui ainda a distribuição de folderes, cartazes, camisas, panfletos e outras peças que vão ajudar a categoria médica a visualizar melhor a estrutura sindical que o Sindmepa oferece e as vantagens de ser sindicalizado.

O diretor Waldir Cardoso, que coordena a campanha de sindicalização, destaca que a ação dá seguimento ao planejamento estratégico do Sindmepa, que fixou como meta para 2013 a filiação de mais 500 médicos. Até 2015, a meta é sindicalizar 1.500 médicos, contabilizando um total de 3.500 médicos associados no Pará, o que corresponde a 50% dos profissionais da ativa no Estado.

“A campanha deste ano obedece a três ideias motrizes: segurança, comodidade e vantagens”, explica Cardoso. Segurança, porque o médico sindicalizado tem à sua disposição, 24 horas, tanto a diretoria quanto a assessoria jurídica do sindicato. Comodidade, porque no Sindmepa tem um gerente de relacionamento específico para atender as demandas dos médicos e vantagens e benefícios se referem ao assessoramento jurídico e demais vantagens oferecidas pelas parcerias mantidas com diversas empresas.

Entre os parceiros estão mais de 80 empresas que oferecem descontos exclusivos a médicos e seus dependentes. Entre os benefícios está o convênio com a Unimed que garante descontos de até 50% e prazo de carência zero para quem se associa até o final de março.

“A opção por ser sindicalizado fortalece a entidade que faz a defesa dos interesses da categoria diante de empresas e de empregadores”, ressalta Waldir Cardoso. O Sindmepa, por fim, defende os interesses dos médicos por melhores condições de trabalho e remuneração digna. “Em resumo, defende a imagem e o mercado de trabalho da categoria”.

Fonte: SINDMEPA                      

No Pará, portadores de hidrocefalia amargam falta de leito para cirurgia

12/02/2013 às 0:57 | Publicado em sindmepa | Deixe um comentário
Tags: , , , , , , , , , , , ,

Crianças portadoras de hidrocefalia (doença que se caracteriza pelo aumento do líquido conhecido como líquor no interior da cabeça) atendidas pelo sistema público de saúde, convivem com um drama a mais no Pará: a falta de leitos nos hospitais referenciados para cirurgia. Para discutir o problema, o diretor do Sindmepa, Wilson Machado, participou de uma reunião com a chefe da coordenação estadual de saúde da criança, Ana Cristina Alvarez Guzo.

A coordenadora destacou que um dos problemas que emperra o atendimento e a realização de cirurgias em crianças com hidrocefalia na Santa Casa de Misericórdia, um dos hospitais referenciados para a especialidade, é o fato do hospital não ser credenciado junto ao Ministério da Saúde para atender este tipo de paciente.

Outro problema é a falta de eficácia da regulação, o sistema de distribuição de leitos na rede hospitalar. “A regulação não funciona, ficando cada hospital livre para fazer sua própria agenda. Então, cada um dá prioridade para os seus próprios pacientes”, explicou Ana Cristina Guzo.

A falta de uma equipe exclusiva para atendimento dos pacientes com hidrocefalia, como anestesista, já que a casa só dispõe de três profissionais nessa especialidade, e a falta de equipamentos adequados também contribui para agravar o problema dos portadores de hidrocefalia.

Só na Santa Casa de Misericórdia, mais de 80 pacientes estão na lista de espera para fazer a cirurgia. O alerta para o drama das crianças a espera de leito para cirurgia foi dado pelo auxiliar administrativo André Maciel, que denunciou ao Sindmepa estar há quatro anos na fila de espera para a realização de uma cirurgia no filho de 4 anos que nasceu com o problema.

Fonte: SINDMEPA                                        

Faltam médicos plantonistas na UPA de Icoaraci

11/02/2013 às 0:41 | Publicado em sindmepa | Deixe um comentário
Tags: , , , , , , , , , , , , ,

UPAPresença de mais médicos nos plantões, funcionamento imediato do raio X, mais segurança na Unidade e contratação de médicos por concurso público ou, pelo menos, por meio de contratos temporários, são as principais medidas que precisam ser implementadas na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Icoaraci, de acordo com relatório de visita técnica realizada pelos médicos Lafayette Monteiro e Carlos Sinimbú, diretores do Sindmepa àquela unidade.

A visita atendeu denúncias de médicos que atuam na unidade e informaram a carência de médicos para completar as escalas de plantão da UPA 24 horas do distrito de Icoaraci. “Faltam médicos nas especialidades de traumatologia, clínica médica e pediatria”, declarou Lafayette Monteiro após a visita.

Os diretores do Sindempa também constataram a necessidade de uma ambulância própria da unidade. “É fundamental uma ambulância própria para a remoção dos pacientes transferidos”, disse o médico Carlos Sinimbú. A realização de contratos de trabalho, encerrando contratos como prestadores de serviço é outra necessidade da UPA na opinião dos médicos.

Na visita, os diretores do Sindmepa também constataram que a sala de raio X ainda não está funcionando, embora a UPA já esteja em atividade há cerca de seis meses. Um técnico que estava no local fazendo a instalação do aparelho disse que não há previsão para o início do funcionamento do raio X. Outra deficiência identificada foi a falta de refeição para os médicos plantonistas, que não têm direito a vale refeição por não pertencerem ao quadro efetivo do município. O relatório de visita será encaminhado às autoridades competentes.

Fonte: SINDMEPA                                   

Delegados sindicais de Tucuruí tomam posse

10/02/2013 às 10:53 | Publicado em sindmepa, Waldir Cardoso | Deixe um comentário
Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
Equipe do Saúde da Família do Jardim Colorado

Equipe do Saúde da Família do Jardim Colorado

Esta semana estive em Tucuruí para dar posse, na quinta, 07/02, aos delegados sindicais que vão representar a categoria médica no município: os médicos Carlos Conde Rodrigues Júnior, Mora May Meira de Melo e Nazareno Silva Baía,  eleitos em dezembro de 2012 para um mandato de um ano. Os novos delegados ressaltaram a importância da união da categoria para o fortalecimento da classe.

“É fundamental a nossa organização para conseguirmos melhoramentos na qualidade das condições de trabalho, do atendimento, melhorias salariais e até na nossa relação com a população”, afirmou o delegado sindical Carlos Conde. Ele e os demais colegas empossados foram apresentados às autoridades locais em visitas que realizamos.

Além de dar posse aos novos delegados, aproveitei para conhecer várias unidades de saúde e estive em um programa de rádio do Sistema Floresta de Comunicação onde falei dos compromissos do Sindmepa por uma saúde de qualidade.

No Hospital Regional de Tucuruí a diretora Clínica do hospital, Dr.ª Nazaré do Valle, nos recebeu e afirmou que vai se empenhar em ouvir a categoria e buscar sempre o diálogo na tomada de decisões, estabelecendo uma convivência “que respeite os médicos e preserve o serviço médico”. A colega assumiu há pouco mais de uma semana a diretoria clínica. É profissional experiente e respeitada por todos. Tenho grande expectativa que a relação da direção com os médicos melhore a partir de agora.

No Ministério Público do Estado, fomos recebidos pelo promotor de justiça Dr. Antonio Manoel Cardoso Dias. Falei a ele sobre a postura do Sindicato dos Médicos e nosso compromisso com a saúde e a cidadania. Propusemos parceria na luta pela melhoria das condições de atenção à saúde em Tucuruí.

Visitamos ainda a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e unidades da Estratégia Saúde da Família, cujo funcionamento e estrutura física avaliamos positivamente. Foram visitadas as unidades de Paravoá, localizada em uma área de invasão urbanizada pela prefeitura, Jardim Colorado e Getat.

A unidade de Paravoá foi adaptada em uma casa alugada. Funciona com equipe completa. Tem sala de vacina, curativos, farmácia, consultório odontológico equipado, consultório médico, sala de espera, triagem, setor de arquivo, banheiros. Todas as salas são climatizadas.

No PSF do Jardim Colorado e no PSF do Getat funcionam duas equipes com estrutura semelhante ao Paravoá. Nestas duas unidades foi inserido um jardim de inverno que dá mais conforto a funcionários e clientela. A enfermeira Hilda, coordenadora do PSF, informou que neste ano estarão em funcionamento mais seis equipes da ESF em Tucuruí. A cobertura do saúde da família no município está em cerca de 40% e pode chegar a 60% com esta ampliação.

A posse dos delegados foi prestigiada por médicos dos principais locais de trabalho do município, inclusive de médicos da Estratégia Saúde da Família. Estes solicitaram a presença dos delegados em reunião com o Secretário de Saúde para tratar de remuneração e condições de trabalho na ESF. A reunião foi realizada na sexta feira (08/02) com a presença do Dr. Carlos Conde. Foram apresentadas as reivindicações dos colegas que serão avaliadas pelo governo. Nova reunião está marcada para o dia 20/02 ocasião em que o  secretário de Saúde vai se manifestar sobre as reivindicações .

Elaborei relatório para a Diretoria Colegiada do SINDMEPA. Confira, na íntegra, AQUI.

Fonte: SINDMEPA                                      

Novos médicos são saudados por entidades médicas e recebem carteira do CRM

15/01/2013 às 0:21 | Publicado em sindmepa | Deixe um comentário
Tags: , , , , ,

CRM EntregaNoventa e oito novos médicos receberam na última sexta feira, 11.01,  o registro profissional emitido pelo Conselho Regional de Medicina (CRM). Além dos médicos do CRM, a cerimônia contou com a participação de representantes do Sindmepa e da Sociedade Médico Cirúrgica. Na saudação aos médicos, após a exibição de um vídeo institucional do Sindmepa, o diretor administrativo do Sindicato, João Gouveia, deu boas-vindas e fez recomendações aos novos colegas.

Ele orientou os novos médicos a exigirem contrato formal de trabalho, de preferência via CLT, para evitar os calotes frequentes na profissão. “Não se deixem explorar. Trabalhar sem um contrato formal é calote na certa”, ressaltou o médico veterano. Aos recém-formados que optaram por fazer residência médica, também recomendou: “Procurem ficar em contato com as associações de residentes para não serem explorados como mão de obra barata. Tem que ter preceptor, condições de trabalho e infraestrutura”.

Fonte: Sindmepa                             

Planejamento Estratégico define metas e ações do SINDMEPA para o próximo triênio

14/01/2013 às 11:59 | Publicado em Movimento médico, sindmepa | Deixe um comentário
Tags: , , , , ,

Sindmepa PEAmpliar o número de sindicalizados para 3.500 até 2015, consolidando-se como uma das maiores forças sindicais do Estado é um dos grandes desafios da atual gestão do Sindmepa para o triênio 2013-2015.

A ação foi resultado do Planejamento Estratégico realizado pela diretoria colegiada do Sindmepa ao longo deste sábado. Diretores, colaboradores e assessores técnicos participaram do planejamento conduzido pelo moderador Augusto Carlos Lobato.

Durante todo o dia foram discutidas as ações, metas e agendas a serem consolidadas pelo Sindmepa ao longo do próximo triênio, que compreende o mandato da atual diretoria colegiada.

Vários desafios foram levantados para que o Sindmepa continue na linha de frente da defesa dos interesses da categoria no Estado, além da defesa de uma saúde de qualidade para todos.

A interiorização do sindicato, estímulo aos recém-formados, política de aproximação com os acadêmicos, assessoramento jurídico e contábil aos associados, defesa das principais bandeiras de luta da categoria, em nível nacional, por melhores condições de trabalho e remuneração digna, são linhas gerais que nortearam o planejamento da entidade. A manutenção de um bom relacionamento com a imprensa, com o incremento das mídias já usadas pelo sindicato na divulgação de suas ações também tiveram destaque na reunião.

Além de colaboradores, participaram da reunião os diretores: João Gouveia, Waldir Cardoso, Wilson Machado, Hilmar Tadeu Ferreira, Maurício Vulcão, Lafayette Monteiro, Leucy Paz, Vilma Gondim, Paulo Bronze, Carlos Sinimbú e David Bichara.

Fonte: SINDMEPA           

1ª Corrida e Caminhada do Médico foi um sucesso

22/11/2010 às 14:44 | Publicado em Movimento médico, sindmepa | 3 Comentários
Tags: , , , , , , , , ,

O Sindicato dos Médicos do Estado do Pará (Sindmepa), o Conselho Regional de Medicina do Pará (CRM-PA), e a Sociedade Médico-Cirúrgica do Pará promoveram, neste domingo (21), pela manhã, a 1ª Corrida e Caminhada do Médico. Mais de 700 pessoas participaram da prova, que teve como vencedores os atletas Rosivaldo Silva, no masculino – ele também foi o paraense mais bem colocado na última edição da Corrida do Círio, ocupando o terceiro lugar –; Elivani Oliveira, no feminino; e Rosivaldo Itabereci, na categoria especial, destinada a portadores de necessidades especiais e cadeirantes.

O evento, o primeiro do gênero promovido por entidades médicas, teve como objetivo estimular a prática de atividades físicas por parte da classe médica, dos demais profissionais da área da saúde e da sociedade como um todo. O grande número de inscritos, porém, surpreendeu a organização da prova. “A corrida foi um sucesso e, sem dúvida, serve para reforçar aquilo que a categoria médica sempre fala aos seus pacientes: que tenham uma alimentação adequada e pratiquem atividades físicas regulares, para que todos possam ter uma saúde melhor e mais qualidade de vida”, ressaltou o diretor do Sindmepa, João Gouveia.

Já a presidente do Conselho Regional de Medicina do Pará (CRM-PA), Fátima Couceiro, fez questão de cumprimentar a todos os participantes da prova e garantiu que o evento deve continuar pelos próximos anos. “Posso afirmar, com segurança, que a nossa primeira corrida foi vitoriosa, embora tenha sido uma experiência nova para a classe médica e para nós, organizadores. Sem dúvida, foi um grande encontro entre a categoria e a comunidade”, disse.

Além das categorias masculino, feminino e especial, foram premiados os médicos mais bem colocados na prova. Nesse caso, os vencedores foram Emília Girard (feminino) e Paulo Fontelles (masculino). Todos os participantes receberam medalhas de participação e os vitoriosos em cada categoria foram agraciados com troféus.

O presidente da Federação Paraense de Atletismo, Ronaldo Lobato, parabenizou a organização da prova e disse que o evento representou um grande estímulo para os atletas. “O esporte traz saúde e, por isso, nada melhor que a classe médica faça este apelo através de uma prova como essa. Quanto mais outras entidades realizarem eventos dessa natureza, certamente mais gente vai praticar o esporte. O primeiro colocado no masculino, por exemplo, é, atualmente, o primeiro do nosso ranking, o que demonstra a importância desse tipo competição”, avaliou.

Fonte: SINDMEPA

Próxima Página »

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.