Declaração de voto

28/09/2010 às 12:34 | Publicado em Política, Waldir Cardoso | 3 Comentários
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Não estou disputando nenhum cargo eletivo nestas eleições. Entretanto, estou participando, ativamente, do processo eleitoral. Entendo que é um dever de cidadão buscar interferir nos rumos da política. É o futuro de nosso estado, nosso futuro e o de nossos filhos que está em jogo. Não podemos só reclamar dos (maus) políticos. Temos que escolher bons políticos para nos representar e governar.

Desta forma, estou convencido que Simão Jatene (45) é o candidato mais preparado para coordenar o governo estadual. Já exerceu o cargo e o fez com competência e responsabilidade. Ao final de seu governo, voltou para a sala de aula, na Universidade Federal do Pará. Agora, se apresenta como a melhor alternativa para governar o estado do Pará. 45 JÁ! Jatene tem como companheiro de chapa, como vice-governador, Helenilson Pontes. Advogado tributarista de renome, Helenilson é filiado ao PPS e traz para a majoritária a força de um partido decente: o Partido Popular Socialista.

Para Presidente da República, Serra 45, é claro. Serra reune experiência, competência, espírito público e uma invejável trajetória política desde os tempos da malfadada ditadura militar. É meio carrancudo. Noctívago, twitteiro, workaholic pela cidadania e pelos interesses do Brasil. Esse é o Serra. Voto nele.

Jatene precisa de um Senador que lhe dê sustentação e ajude a carrear recursos para o nosso Pará. Flexa Ribeiro (456) é o candidato da coligação e precisamos elegê-lo para fortalecer a bancada de senadores do estado. É o Senador que esteve presente em todas as sessões da câmara alta. É o defensor do nosso açaí.

Para qualificar o time de Deputados Federais a escolha só pode ser em um candidato Ficha Limpa. Jordy (2323), após mais de 20 anos de vida pública nada tem que desabone sua trajetória política. Podemos até discordar de suas idéias, mas nunca negar sua lisura e coerência. É presidente estadual do PPS. Já exerceu vários mandatos de vereador de belém e dois mandatos de deputado Estadual. Como presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa liderou a investigação qua apurou os casos de violência sexual contra crianças e jovens, a CPI da PEDOFILIA. Jordy FEDERAL 2323 É VOTO DE QUALIDADE E COMPROMISSO COM A CIDADANIA.

Para Estadual peço sua reflexão para o nome do Deputado Estadual João Salame (23150). João Salame é jornalista, vice presidente da Assembléia Legislativa e defende de forma corajosa a verticalização da produção mineral, a reforma agrária e o desenvolvimento sustentável do estado. É do PPS. É também um voto de qualidade.

Como segundo voto para o Senado eu escolhi a minha amiga e combativa lutadora Marinor Brito (500). Na Câmara Municipal de Belém fomos vereadores juntos e posso testemunhar seu compromisso com a luta e direitos dos trabalhadores.

Continuo minha luta em defesa de saúde de qualidade para todos; por condições dignas de trabalho e remuneração para todos os trabalhadores de saúde. Apresento a você minhas sugestões e peço um voto de confiança nestes candidatos. Estamos juntos nesta e nas próximas jornadas políticas.

Anúncios

Modestas Propostas

18/09/2010 às 0:05 | Publicado em Política, Saúde | Deixe um comentário
Tags: , , , , , , , ,

Artigo de Ligia Bahia publicado em O Globo

Vai uma enorme distância entre a prioridade dos problemas de saúde para os brasileiros, registrada pela recente pesquisa do Ibope (41% dos entrevistados), e as propostas para solucioná-los dos dois candidatos à presidência apontados como favoritos. A proporção de insatisfação com a atenção à saúde dos brasileiros é crescente (aumentou em relação àquela registrada em 2009) e difere de tendências internacionais. Nos países europeus as preocupações com saúde ocupam o quinto lugar, e nos EUA, apesar da reforma Obama, o segundo.

Dilma e Serra certamente conhecem bem esses números; sabem que o escore elevado inclui pessoas vinculadas a planos privados no coro dos descontentes. Afinal de contas, os resultados não lhes poderiam ser estranhos. Suas experiências pessoais de atendimento e andanças políticas os deixam frente a frente com discriminações e privilégios que ainda marcam nosso sistema de saúde.

Confirmada a hipótese sobre a capacidade dos candidatos e de suas competentes equipes de campanha, resta examinar os motivos e as circunstâncias subjacentes à opção da troca voluntária do debate de políticas de saúde para todos pelas promessas de bondades condicionais para determinados doentes. O aumento de 10% dos recursos para a aquisição de medicamentos para diabetes e hipertensão, os mutirões para cirurgias de catarata, varizes e próstata e a disputa sobre o número de prédios e ambulâncias a serem construídos e adquiridos são proposições minúsculas. As analogias com a modesta proposta que intitula a obra de Jonathan Swift são quase automáticas. Em 1729, a irônica resolução da miséria seria viabilizada pelo comércio de carne de crianças. Agora, a soma de todos os casos a serem atendidos conjuntamente por Dilma e Serra deixaria de fora a maioria da população. CONTINUA.

Fonte: Blog Dois Pontos: Travessão

”Mudança virá com Serra ou Dilma” – entrevista

10/10/2009 às 0:02 | Publicado em Política | Deixe um comentário
Tags: , , , ,

Daniel Bramatti
EM O ESTADO DE S. PAULO de 04/10/2009

Discurso nacionalista dos dois pré-candidatos pode diferenciar futuro governo, diz pesquisador de universidade dos EUA

Peter Kingstone, diretor do Centro de Estudos sobre América Latina e Caribe da Universidade de Connecticut, está com a agenda cheia. Tem recebido uma série de convites para dar palestras sobre o Brasil, tema de estudo há cerca de duas décadas.
“Quando comecei com isso, ninguém se importava com o Brasil. Agora é um tema popular em círculos acadêmicos, financeiros, governamentais. Recebo convites a toda hora.”

Em entrevista por telefone, na sexta-feira, horas antes de o Rio ser escolhido como sede das Olimpíadas de 2016, o cientista político, autor e editor de livros sobre o País, avaliou o governo Lula e o cenário eleitoral para 2010.

Para muitos analistas, o PT ficou parecido com o PSDB nos últimos anos. O senhor concorda?
Não vejo grandes diferenças entre os dois partidos. Antes de Lula vencer, em 2002, o partido defendia a transparência, a justiça social, o modo petista de governar. O PT se moveu de forma abrupta para o centro, perdeu tudo o que fazia diferente. Os militantes que não apoiaram o movimento para a direita se foram. E muitas pessoas se filiaram apenas porque o partido está no poder.

De que maneira o senhor compara os governos Lula e Fernando Henrique Cardoso?

Continua: Mudança virá com Serra ou Dilma – Entrevista

José Serra veta cobrança em hospital público

21/09/2009 às 19:44 | Publicado em Saúde | Deixe um comentário
Tags: , , , , , ,

O Governador José Serra sancionou projeto de lei que permite que todos os hospitais estaduais sejam dirigidos por organizações sociais (OSs). Vetou o artigo que permitia que estes hospitais atendessem pacientes particulares e convênios. Uma manobra espertíssima, do tipo “colocar um burro na sala”. Ameaçando, literalmente, privatizar os hopsitais públicos, Serra aparentemente recuou e vetou o artigo. O que ficou? Ora, as famigeradas organizações Sociais que estão se espalhando pelo Brasil. No Pará elas gerenciam os Hospitais Regionais. Estas entidades podem comprar sem licitação, contratar funcionários (“colaboradores”) sem concurso público e demitir sem processo administrativo. Uma festa para aqueles que se acostumaram a sugar (ou sangrar ou mamar…) o dinheiro publico.

Leia a matéria completa: Serra veta cobrança em hospital público

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.