Festa na Véspera

07/09/2010 às 7:48 | Publicado em Política | 4 Comentários
Tags: , , , , , , , , , ,

Artigo de Míriam Leitão

Então é isso? Uma eleição cuja campanha começou antes da hora acabou antes que os votos sejam depositados na urna? A vencedora de véspera já estendeu a mão, magnânima, à oposição; seus dois maiores caciques começaram uma briga intestina; cargos são distribuídos entre os partidos da base e os assessores já preparam os planos e projetos. Fala-se do futuro como inexorável.

O quadro está amplamente favorável a Dilma Rousseff, mas é preciso ter respeito pelo processo eleitoral. Se pesquisa fosse voto, era bem mais simples e barato escolher o governante. Imagina o tempo e o dinheiro poupado se pesquisas, 30 dias antes do pleito, fossem suficientes para o processo de escolha?

A estrutura da Justiça Eleitoral, as urnas distribuídas num país continental, mesários trabalhando o dia inteiro, computadores contando votos; nada disso seria necessário. Mas como eleição é a democracia num momento supremo, respeitá-la é essencial.

Os que estão em vantagem, e os que estão em desvantagem, não podem considerar o processo terminado porque isso amputa a melhor parte da democracia, encerra prematuramente o precioso tempo do debate e das escolhas.

Dilma já sabe até o que fará depois de ser eleita, como disse na sexta-feira: “A gente desarma o palanque e estende a mão para quem for pessoa de boa vontade e quiser partilhar desse processo de transformação do Brasil.”

Os jornalistas insistiram, ela ficou no mesmo tom: “Estendo a mão para quem quiser partilhar. Eu não sei se ele (Serra) quer. Você pergunta para ele, se ele quiser, perfeitamente.”

Avisou que se alguém recusasse, não haveria problema: “Pode ficar sem estender a mão, como oposição numa boa que vai ter dinheiro.” Já está até distribuindo o dinheiro público.

Feio, muito feio. Por mais animador que seja para Dilma os resultados da pesquisa — e deve ser difícil segurar a ansiedade — ela deveria pensar em algumas coisas antes.

Primeiro, que falta o principal para ela ganhar: o voto na urna. Segundo, que o eleitor muda de ideia na hora que quer, porque para isso é livre. Terceiro, que, novata em eleição, deve seu sucesso a fatores externos a ela: o presidente Lula, o momento econômico e a eficiência dos seus marqueteiros.

Aliás, o marketing de Dilma tem sido tão eficiente em aparar todas as arestas de sua personalidade que criou uma pessoa que nem ela deve conhecer.

O salto alto não é só dela, a bem da verdade. A síndrome das favas contadas se espalha por todo o seu entorno, cada vez mais desenvolto. Por isso já começaram a brigar os generais de cada uma das bandas: Antonio Palocci e José Dirceu.

Da última vez que brigaram, os dois caíram. A disputa dos partidos da base de apoio pelos cargos públicos, como se fossem os despojos da guerra já vencida, é um espetáculo que informa muito sobre valores, critérios e métodos do grupo.

A desenvoltura do já ganhou é tanta que até o presidente Lula, dono da escolha autocrática de Dilma, parece meio enciumado e reclamou que já falam dele no passado. E avisou: “Ainda tenho caneta para fazer muita miséria.”

A declaração inteira é reveladora: “Tem gente que fica falando aqui como se eu já tivesse ido embora, mas ainda tenho quatro meses e alguns dias de governo. Alguns falam como se eu já tivesse ido. Tem gente que se mata para ser presidente por um dia e ainda tenho quatro meses e alguns dias. Ainda tenho a caneta para fazer muita miséria nesse país.”

O sentimento é um perigo. O presidente Lula já está fazendo miséria. Atropelou o calendário eleitoral, zombou das multas na Justiça, pôs o governo que dirige para trabalhar pela sua candidata como se a máquina pública fosse um partido político.

Fonte: Globo.com

Anúncios

4 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. comandante,
    não conversamos há um bom tempo, quero dizer-lhe que estou fora da campanha de serra e lula, pois, acredito que à caminhos diferentes dos que nós foram apresentados durante esses 16 anos.
    Acreditava que você poderia sentir o mesmo.

    • Caro amigo Anibal,
      Quanto tempo! Precisamos conversar. Há muito que fazer. Forte abraço.

  2. Meu Irmão WALDIR CARDOSO, saúde!

    É triste o que se vê atualmente. Entretanto, sabemos perfeitamente que todos os membros iniciais do PT foram fabricados há anos e anos, até chegarem a constituir a gang que são, de várias especialidades do MAL, tudo isso sob o comando de maus exemplos de “estadistas falidos”, nossos vizinhos que queriam tornar o regime do Brasil em Ditadura Civil, como ocorrem lá com eles…
    Nossas forças armadas cientes de seu papel fundamental que é defender aos interesses da Nação e dos brasileiros, sofreu várias baixas, porém desbarataram os assaltantes de bancos, os assassinos de militares e civis inocentes, os guerrilheiros, os desordeiros e os colocou para fugir do Brasil, enquanto outros foram para a cadeia, de onde jamais deveriam ter saído!
    Moralizado o Brasil, o curso da história é implacável e nos prega outra peça: Todos eles e seus crimes foram PERDOADOS, ANISTIADOS, Indenizados e se tornaram MINISTRO DE ESTADO e viraram SANTOS (Sacanas, porém SANTOS!). Todos ficaram e estão MILHIONÁRIOS…
    Diante dos fatos, o que poderíamos esperar para o Brasil se não fosse a volta da ROUBALHEIRA! Não se deve colocar RATOS junto a QUEIJO, e querer que eles não roubem o queijo…
    Os que eram honestos, antes de pegar as chaves dos cofres, finalmente mostraram suas caras e os seus verdadeiros objetivos: Se CUIDAR! Tirar o ATRASO… A coisa é tão boa que não querem mais largar as tetas da Nação! Prá lá urubus (que me perdoe o predador por compará-lo tão mal).
    Os escândalos que listamos é apenas parte do que colecionamos, sem contar com os que ainda virão e com os que estão debaixo dos tapetes dos gabinetes deles e das salas dos ASPONES! Daí termos o ALIBABÁ e os 650 LADRÕES ao cubo!
    Devemos juntas forças de pessoas honestas e agir boca-a-boca, porta-a-porta, para tirar os urubus do Poder; Devemos lutar para acabar com a obrigatoriedade do voto; Devemos lutar para que bandidos não saiam candidato; Devemos lutar para reduzir 50% do número de políticos e 80% o volume de Assessores e dos DAS. Com essa grande economia melhorar a Educação, e através dela a Saúde (povo educado adoece menos…)
    Ao olhar o andar da carruagem, pasmem e não se surpreendam se o “Fernandinho Beira-Mar” vier com candidato a Vice da candidata do PT, ou ser nomeado como Ministro!
    Vamos à luta e trabalhar a conscientização dos nossos amigos que ainda estão tendentes a continuar a ser iludido pelo “Gênio 19” (dedos), para que não façam mais uma desgraçada experiência de mau gosto e votar em quem não tem competência para tal!
    SALVE A LIBERDADE INDIVIDUAL! SALVEMOS O BRASIL DESSES LADRÕES…!
    Abraços Irmãos e Irmãs desse querido Brasil! O jogo ainda não acabou..Os votos de minha família, nesta eleição será: Presidente – SERRA; Governador – JATENE; Senador – FLEXA; Dep. Federal – JORDY; Dep. Estadual – CLAUDIONOR! PT PRÁ LÁ….

    Mário Madeira de Lei – MML (mariopesilva.23.50@gmail.com)

  3. A crítica de Miriam é bem oportuna vou enviá-la a várias pessoas,quem sabe possamos reverter esse jogo
    bjs
    Jane Neves


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: