Médicos do Amazonas estudam abandonar planos de saúde

24/08/2010 às 0:09 | Publicado em Movimento médico | 2 Comentários
Tags: , , , , , , ,

Representantes do Sindicato dos Médicos do Estado do Amazonas (Simeam), do Conselho Regional de Medicina (CRM), e da Associação Médica do Amazonas (AMA) se reuniram, na tarde da última sexta-feira (20), na sede do CRM, para discutir o possível descredenciamento dos profissionais dos planos de saúde, por causa da baixa remuneração.

Um novo encontro deve acontecer dentro de 15 dias, com a participação das assessorias jurídicas das entidades médicas regionais, para estabelecer um prazo e os possíveis encaminhamentos jurídicos pela inépcia dos planos, e ainda, principalmente, pelo fato dos planos de saúde no Amazonas continuarem a ter como referência dos honorários a tabela AMB de 1982, já extinta judicialmente há pelo menos 6 anos.

Segundo o cirurgião-geral Rogério Lima, que participou da reunião, nenhum dos planos de saúde de Manaus utiliza a Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM), regulamentada pela Agência Nacional de Saúde no início de 2009. Ele explica que tal classificação contém, além do reajuste na remuneração por procedimento, uma série de códigos unificados que permitem, por meio de um sistema nacional de informação, o acompanhamento de todas as ações médicas realizadas no país. A CBHPM já é utilizada em grande parte do país.

Para o presidente do Simeam, Mario Vianna, a situação é grave. “Nenhum dos representantes dos planos de saúde até o momento se manifestou ou respondeu aos nossos comunicados”, ressaltou. “Isso pode gerar um descredenciamento em massa dos médicos anestesistas e cirurgiões em breve, e quem perde com isso são os usuários dos planos”, completou.

Segundo a representante da Comissão Estadual dos Honorários, a psiquiatra Roselis Bitar, quem mais sofre com a situação, além dos médicos, é a população, que acaba perdendo o leque de profissionais disponíveis. “Estamos falando de cerca de 16% da população, que tem plano de saúde, mas não podemos descartar a desassistência que essas pessoas vão sofrer”, explicou.

As associações que representam os médicos no Amazonas têm pressionado, desde o último dia 21 de julho, as operadoras de saúde da região para a adesão da CBHPM, que já está em sua quinta edição, mas as operadoras insistem em não responder às solicitações.

Fonte: SIMEAM

Anúncios

2 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. É lamentável que nossa CBHPM já estando na 5¹Edição e sendo lançada em 2003 pela CNHM ,ainda não tenha sido adotada pelos famigerados Palnos de Saúde de Manaus.É muito triste saber disto.Sou Otorrinolaringologista em
    Belém do Pará,fui membro da CHM do meu Estado( composto por 9 membros )por 4 anos e conseguimos com muito esforço,muito trabalho,muita dedicação,a implantação da CBHPM.Colegas Médicos não desistam,se unam,se esforcem,façam AG e não desistam ,em hipótese nenhuma , a CBHPM é a nossa única referência de Honorários Médicos.

  2. Todos ja deveriam ter feito isso ha muito tempo…Cade a coragem?
    Se tivessemos 10% da uniao que os taxistas, ou motoristas de onibus tem…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: