MEC fecha curso de Medicina da UFPa e dois outros em São Paulo e Manaus

16/06/2010 às 19:51 | Publicado em Movimento médico, Saúde | 4 Comentários
Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Reunião realizada em 24 de maio de 2010, junto à Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação (SESU/MEC), reavaliou os processos de supervisão de cursos de Medicina que apresentaram resultados insatisfatórios em avaliações realizadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).

A Comissão de Especialistas em Ensino Médico (CEEM) recomendou o encerramento da oferta de cursos de Medicina do Centro Universitário Newton Lins (Manaus), da Universidade Santo Amaro (São Paulo) e da Universidade Federal do Pará. A recomendação está fundamentada nas limitações ainda existentes no que se refere à infraestrutura dos cursos, grade curricular, carga horária, atividades de prática médica e rede hospitalar para atendimento da comunidade local pelos acadêmicos das referidas instituições.

Também foi solicitada a redução no número de vagas para sessenta nos cursos de Medicina da Universidade de Uberaba (Minas Gerais), Universidade Luterana do Brasil (ULBRA – Rio Grande do Sul), da Universidade Metropolitana de Santos (São Paulo) e do Centro de Ensino Superior de Valença (Rio de Janeiro), além de fiscalização rigorosa do curso em andamento oferecido pela instituição.

Fonte: CREMESP, SBI e Alceu Pimentel

Atenção: Não consegui ter acesso à portaria editada pelo MEC determinando o encerramento do Curso da UFPa. Divulgo a nota e as fontes. Recebi esta informação há poucos instantes, por e-mail.

Atenção 2: 30 minutos depois que publiquei o post, ele recebeu um comentário desmentindo a notícia. Vejam nos Comentários.

Anúncios

4 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Essa notícia já foi desmentida no própio site da cremesp doutor. Agora porque a UFPa foi colocada nesse erro, não se sabe.

    • Obrigado, Dimitri.

  2. O pará só tem 4 cursos de medicina, fechar um seria loucura, o curso da UFPA deveria ser melhorado e não fechado =/

  3. Vamos dizer que existem interresses de um dono de uma certa faculdade privada o qual fez parte do MEC Pará, em diminuir ou encerrar as vagas da federal pois o mesmo sabe que a existencia de seu curso de medicina é incompatível com o numero de habitantes por Km quadrado em nosso estado pois o problema do Pará não é a falta de médicos e sim a distribução destes pelo nosso interior que muitas vezes não possuem infra estrutura e muitas vezes dão calote no pagamento de muitos médicos.
    E detalhe existe outra particular querendo abrir MAIS um curso de medicina no estado, isto é muito grave será a total desvalorização e inchaço da profissão.
    Existem tb muitos médicos “cucarachos” querendo validar seus diplomas latinos em nosso estado e país. Precisamos repeitar a razão medico/população segundo a OMS e o próprio CFM para não sermos engolidos pelo sistema de venda de diplomas e acabarmos num futuro de estresse e banalização profissional como já acontece com os advogados.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: