Flexa Ribeiro derrubou a votação da Política de Resíduos Sólidos

11/06/2010 às 11:43 | Publicado em Meio Ambiente, Política | 1 Comentário
Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

Há 20 anos tramita no Congresso projeto de lei que visa instituir uma política nacional para os resíduos sólidos. Esforço conjunto de várias Comissões foi derrubado por lamentável ação do nosso Senador Flexa Ribeiro. Ele atuou junto com a bancada do PSDB que agiu unida para impedir a votação do projeto.  Mais um tempo de demora para que acabemos com os lixões país afora. Vejam a matéria da Agência Senado:

“A sessão conjunta de quatros comissões para exame, na quarta-feira (9), do projeto de lei que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos terminou sem a votação da matéria. Em apoio ao senador Cícero Lucena (PSDB-PB), o senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) apresentou pedido de verificação de quórum. Como não havia número mínimo de senadores previsto no regimento do Senado, a reunião foi encerrada sem a decisão da proposta, cuja votação deverá ser feita em reunião futura, ainda a ser marcada.” Continua: Adiada votação conjunta da Política de Resíduos Sólidos 09-06-2010

Sérgio Abranches, mestre em Sociologia pela UnB, PhD em Ciência Política pela Universidade de Cornell e Professor Visitante do Instituto Coppead de Administração, UFRJ publicou ontem, no site Ecopolitica artigo (Uma democracia nas brumas do tempo)  que merece ser lido porque retrata muito bem como se deu a manobra PSDBista na Comissão de Constituição e Justiça do Senado:

“O Programa Nacional de Resíduos Sólidos ia finalmente ser votado nas comissões do Senado. Penúltima etapa de uma jornada de 20 anos. Era a reunião conjunta das comissões de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), Assuntos Econômicos (CAE), Assuntos Sociais (CAS), e Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA). Mas ela foi derrubada por três senadores, com o apoio de um quarto, todos do PSDB.

O projeto acaba de vez com os lixões. Institui o princípio de que o produtor é responsável por todo o ciclo do produto, resolvendo de vez o problema do chamado lixo eletrônico. Regulamenta de forma muito mais precisa, no campo dos resíduos sólidos, o princípio do “poluidor paga”. Entre vários outros avanços. É contemporâneo ao que está em vigor no EUA e na Europa. É civilizado e civilizatório. E está atrasado. E daí?

O senador Cícero Lucena (PSDB-PB), magoado com o fato de ter sido preterido como relator do projeto, resolveu bloquear a sessão.(…)” Continua: Uma democracia nas brumas do tempo – Sergio Abranches

Anúncios

1 Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Esse é, lamentavelmente também, o PSDB com o qual estamos nos aliando! Não sei se é falta de coragem ou de opção que obriga o PPS a ter posição tão ruim em uma eleição. Se é falta de corágem, devemos refletir bem sobre o ônus dessa insegurança. Se é falta de opção, aí sim, devemos criar coragem para assumir tal desiderato político e nos colocarmos como a própria opçaõ, lançando candidato próprio ao governo do estado, pelo menos aqui estaríamos mais confortáveis.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: