Plano de Carreira Médica da FENAM

20/10/2009 às 0:15 | Publicado em Movimento médico | Deixe um comentário
Tags: , , , ,

Há muito as lideranças médicas de todo o país acalentavam o desejo de ter uma proposta de plano de carreira para os médicos. Não um plano de carreira qualquer. Um plano com a cara e a alma dos médicos. Um plano que espelhasse a realidade do exercício da profissão médica com todas as suas peculiaridades.
Que eu tenha conhecimento a primeira tentativa foi em 2002. Participei representando a Confederação Médica brasileira. Eu e Alceu Pimentel chegamos a ir à Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo. Recebemos uma propostconcreta mas o valor foi muito alto. E o CFM não tinha rubrica para pagar este tipo de despesa. O trabalho seria grande porque a FGV teria que acompanhar, junto conosco, a elaboração das Diretrizes para a Elaboração de Planos de Carreira no SUS, iniciativa do Ministério da Saúde. Não deu.
Os anos passaram, o movimento sindical se reunificou. As finanças melhoraram e resolvemos tentar novamente. Foram dois anos e meio de trabalho que começou aproximadamente em outubro de 2006. Antes desta data ainda houve o processo de seleção da instituição que iria nos assessorar. Deliberamos contratar a Fundação Getúlio Vargas (FGV), do Rio de janeiro. Propusemos ao Conselho Federal de Medicina e a Associação Médica Brasileira que trabalhássemos conjuntamente na construção do Plano Modelo. Assim foi feito.
Reuniões preparatórias com a equipe de consultores da FGV. Elaboração de minuta para discussão. Discussão nas entidades médicas nacionais. No âmbito da FENAM, discussão nos sindicatos, na executiva, no Conselho Deliberativo. Reuniões ampliadas na Fundação Getúlio Vargas. Em junho de 2008, finalmente, levamos para discussão e aprovação no Congresso da FENAM. Não foi aprovado.
Os delegados representantes dos sindicatos médicos não concordaram com alguns pontos do plano apresentado. Suspendemos a discussão. O Congresso determina a rediscussão com a FGV e autoriza a aprovação do Plano pelo Conselho Deliberativo da entidade. Assim foi feito. Mais discussões e ajustes à luz das críticas e sugestões oriundas do Congresso.
Finalmente, em dezembro de 2008, o Conselho deliberativo da FENAM aprova o conteúdo. Em janeiro de 2009, a Fundação Getúlio Vargas revisa o texto e nos envia, oficialmente, o Plano Modelo de Carreira Médica.
Registro a participação importante do CFM e da AMB em todo o processo. Pelo CFM, dentre vários companheiros, destaca-se Alceu Pimentel. Pela AMB, ninguém menos que seu presidente, José Luis Gomes do Amaral. Sem dúvida um trabalho conjunto. Com a cara da FENAM, mas fruto de trabalho das três entidades médicas. Por isso chamo de Plano de Carreira da FENAM.
Confira o texto completo: 29-01-09 Relatorio Final 2ª versão

Anúncios

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: